Carregando um mundo de fofurices pra você <3 ...

segunda-feira, 10 de março de 2014

Uma história Fora do Comum (com pão de mel!)

O post de hoje é sobre uma história "Fora do Comum", de uma moça que admiro e gosto muito. Conheço a Amandinha de longa data, pois cidade do interior é assim mesmo, todo mundo se conhece sem se conhecer direito. Mas acabamos nos aproximando por causa de situações não muito boas dessa vida, quando ela há 11 anos atrás descobriu que tinha uma MAV no cerebelo (Malformação arterio-venosa) e na mesma época, perdi meu irmão mais novo, o Joãozinho, aos 14 anos, vítima de um aneurisma. Nunca falei disso por aqui, pois essa é uma daquelas coisas que só de lembrar fazem os olhos se encherem d'água e o coração apertar de tanta saudade, saudade que não passa nunca mas que hoje tem a dor amenizada pelo tempo, pelas boas lembranças que ficaram e por histórias como a da Amanda, que fazem acreditar que ninguém vai embora ou fica por aqui à toa.

Hoje a Amanda é uma pequena empreendedora e faz os pães de mel mais deliciosos de Nova Lima à frente da Fora do Comum. Fico muito feliz em ver isso tudo acontecendo e saber que fui uma pecinha importante nessa história que ela conta logo a seguir.



Com a palavra, Amanda!

"A Zilah diz que é minha fã. Mas eu também sou fã dela e foi nela que me inspirei para começar a me tornar uma peça expressiva nesse mundo que é um grande quebra-cabeças. Assim como ela, após experiências de vida FORA DO COMUM, dei a volta por cima e hoje estou aqui, sendo exemplo para muitas pessoas, além de a cada dia aprender a usar todo o aprendizado das lições que a vida deu para crescer.

Era apenas uma garota no mundo que estudava, tinha uma família tradicional na cidade e passava as tardes vendo tv, ouvindo músicas, comendo brigadeiro na panela quando aos 15 anos a vida veio e virou tudo do avesso. E foi mais ou menos aí, aos quinze (assim como a Zilah quando descobriu que esperava a Mari) que descobri que o avesso era o lado certo (isso foi plágio facebukiano! hahaha).

Diversão garantida com a timidez na hora das fotos
Mas foi muito difícil entender aquilo na época, há 11 anos atrás. Por motivos completamente diferentes da Zilah, que se tornou mãe, mas também aos 15, aconteceu algo que eu não pedi para acontecer mas que entrou sem pedir licença na minha vida. Era uma Malformação arterio-venosa no cerebelo (MAV, como é mais conhecida) e de repente tive que me submeter a uma neurocirurgia para a retirada desse tumor (benigno). Era isso, fazer a neurocirurgia que me deixaria tantas sequelas ou morrer. Sem opção a cirurgia foi autorizada por meus pais (eu tinha menos de 18 anos, não pude escolher) e depois de 3 dias acordei, sem conseguir me expressar, sem andar ou ao menos sentar e com a paralisia facial do lado direito do rosto. Começaram aí as longas sessões de fisioterapia, a fonoaudiologia, as intervenções cirúrgicas no olho direito que foi muito prejudicado pela paralisia facial.

Depois de melhorar fisicamente com tudo isso e retomar a vida 'normal', recentemente me vi diante do mesmo problema. Na cirurgia anterior o tumor não foi totalmente removido e ele voltou a crescer. Essa era a razão dos vômitos e dores de cabeça intensos dos últimos dias. Dessa vez, aos 26 anos tive a opção. Pude escolher entre a cirurgia ou não. Pensar em passar tudo de novo era desesperador pra mim e o primeiro impulso que tive foi de negar a cirurgia. Mas depois, com consciência, resolvi deixar que a vida se encarregasse de resolver isso pra mim. Um dia antes do meu aniversário de 27 anos operei e no dia seguinte recebi o maior presente que a vida poderia me dar: Saí dessa 'ilesa', entrei para o bloco cirúrgico conversando e saí do mesmo jeito. No dia do meu aniversário, eu estava sentada na cadeira esperando minha mãe ir me visitar no CTI e quando ela chegou para me dar parabéns, eu pude levantar da cadeira, abraçá-la e dizer com todas as letras que a amava. Tudo isso foi em outubro do ano passado.


Menos de 1 semana depois eu estava em casa e prometi que assim como a vida fez por mim, eu faria pela vida, para honrar-la, pois foi assim que ela (re)começou.

Por tudo isso cheguei a conclusão que já estava mais que na hora de colocar a mão na massa e dar um novo sabor à vida!!! Fazer algo para fora de mim, algo pro mundo mesmo. Claro que o lado financeiro é uma questão importante, mas o fato de estar levando alegria para as pessoas e tornar seu dia melhor de alguma forma é o foco principal. E nada melhor do que um toque de chocolate (que é uma grande paixão minha). 


A ideia era fazer algo realmente diferente do que apenas chocolate. Pronto!!! Voltei 8 anos atrás e peguei aquela receita dos pães de mel deliciosos que eu amava e resolvi, eu mesma, fazê-los para vender. Dei o nome para eles de FORA DO COMUM e eles são mesmo assim. 

Os pães de mel levam cerca de 3 dias para ficarem prontos, além de ter várias especiarias finas como ingredientes. Na faculdade, entre a família e amigos o pão de mel faz o maior sucesso. Ah! E principalmente comigo, que volta e meia caio na tentação e acabo comendo também."

Então, contem pra gente o que acharam dessa história  que eu (Zilah) acho linda demais <3


Ah! E quem for de Nova Lima e região, pode encomendar essas gostosuras pelo telefone (31) 3542 5800 ou 8872 4087. 

Agora tem também a página no Facebook! Não deixem de curtir!

44 comentários:

  1. Que historia linda de superacao!!! Parabens, Amanda por acreditar na vida! Agora, vamos combinar esses paes de mel sao dos deuses!!! Amo chocolate e pao de mel. Delicia, hem! Hummmmmmmmmmmmm... Minha tia fazia para vender e eu adorava!
    Muito sucesso pra vc, Amanda e Zilah, obrigada por compartilhar essa historia tao emocionante! Bjs e que Deus as abencoe!
    Relevem a falta de acentos e cedilhas, o computer nao ajuda!

    ResponderExcluir
  2. A dose de lágrimas (felizes e emocionadas) do dia chegou cedo. Vontade de dar uns tapas em vocês pelas lágrimas e um abraço de urso pela história tão bacana. Essa vida é mesmo cheia de reviravoltas e de aprendizado. É tão bonito quando a gente consegue entender isso e seguir em frente. Vocês são exemplos lindos disso. Obrigada por essa postagem! :) ♥

    ResponderExcluir
  3. Linda história! Daquelas que enchem o coração de amor ♥

    ResponderExcluir
  4. Ai gente, que historia linda e emocionante. Não tenho palavras. Mas era algo que eu precisava ler hoje. Muito obrigada por isso!


    Um beijo (muito admirado em vocês duas!)
    Re

    ResponderExcluir
  5. Ah, que história linda...

    a pouco estava conversando com um amigo justamente sobre o assunto de que ninguém vai embora ou fica por aqui à toa...

    E sabem, vcs me deixaram com uma vontade enorme de comer esses pães de mel.... manda pro RJ manda vai, rs!


    Bjsss


    milenaazsantos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Ah, Zilah, que história de vida mais emocionante, um exemplo belíssimo a ser seguido...impossível não se emocionar, estou encantada, com os olhos cheios de lágrimas e morrendo de vontade de provar essa delícia, adoro pão de mel e esses parecem deliciosos!

    Um beijo e um abraço bem apertado e cheio de admiração pra Amanda...e pra você também, é claro, junto com o meu carinho de sempre! ♥

    ResponderExcluir
  7. Zizi, são histórias como essa que fazem o mundo ficar mais bonito. Porque a gente entende que nem tudo são flores, mas que com força de vontade a atitude, podemos perfumar tudo à nossa volta. Ler histórias assim nos dão mais confiança de seguir adiante e lutar para colorir a nossa vida. Porque quando a gente colore a nossa, acaba colorindo também as das pessoas que estão à nossa volta, não é?


    Beijos!!

    ResponderExcluir
  8. Tão bom ler histórias de esperança, no lugar dos noticiários pinga-sangue (e são muitos) que circulam pela web. Claro que não dá pra viver em uma bolha cor de rosa (não dá meeeeesmo? Por favorzinho!! rs), mas é um pingo de amor no coração e faz muito, muito bem.

    ResponderExcluir
  9. ai ai ai ♥
    seu blog é fofo desde a raiz... sabe, não é um blog fofurento cheio de nhénhénhé e nada pra dizer... é um blog especial, que conta pra gente a vida real e eu amo muito ele.
    pena que eu não moro em nova lima, caso contrário compraria uma tonelada de pão de mel, porque eu sou apaixonada por esse doce hahaha


    muito bacana ela ter compartilhado a história dela com a gente!


    beijos <3

    ResponderExcluir
  10. Me deu água na boca...pena que moro tão longe...em Florianópolis...sucesso meninas!!!

    http://www.coisasdaleia.com.br

    ResponderExcluir
  11. E quem não mora em Nova Lima e ficou com agua na boca depois de almoçar no escritório? Comofas?

    ResponderExcluir
  12. Lindo! Amanda você é uma guerreira e exemplo de força, parabéns e muita luz na sua vida.
    E você dona Zizi é uma linda em mostrar histórias como essa pra gente, obrigada!...Bjs

    ResponderExcluir
  13. Nossa que história linda Zilah, emocionante mesmo, fiquei emocionada de ler isso.
    Não tenho nem palavras, realmente Amanda é uma mulher forte e batalhadora e não se deixou vencer pela doença.
    Acho sempre lindo e inspirador ler histórias assim.
    Obrigada por compartilhar essa história linda com a gente.
    Pena que moro em SP fiquei com vontade de comer esses pães de mel rsss
    Abraço grande.
    Bjs mil

    ResponderExcluir
  14. o prima linda ...q exemplo de superação me sito simplesmente orgulhosa de te la como prima ....q Deus te abençoe cada dia mais e te dê cada dia mais força para prosseguir!

    ResponderExcluir
  15. Que Deus abençoe cada dia mais Vocês linda historia, e realmente e Fora do Comum esses pães de mel muito bom.

    ResponderExcluir
  16. Oi Ellis, te adoro e conte comigo sempre!!!*

    ResponderExcluir
  17. Oi Camila,
    obrigada pelos elogios. Fico muito feliz que essa história é também uma outra forma de ajudar as pessoas nem que seja um pouquinho só.
    A ideia é essa mesma (contribuir com o mundo de alguma maneira) mas acabou que isso me ajudou. Zilah me deu uma grande oportunidade de me tornar uma pessoa mais leve. Ela foi FORA DO COMUM!!!*

    ResponderExcluir
  18. Oi Fernanda!!!
    Que bom que gostou da história. Apesar de ter sido uma coisa 'ruim' pude tirar boas lições disso tudo e ainda fazer o "bem" com isso. Isso é compensador... Bjs*

    ResponderExcluir
  19. Obrigada, Vanessa!!! Essa 'força' que está me dando me ajuda muito...pode ter certeza disso.
    A Zilah é uma fofa mesmo. Um ser humano sensível, maravilhoso e com pé no chão ao mesmo tempo. Ela é show, Vanessa...

    ResponderExcluir
  20. Obrigada, Flavia!!!
    Fico contente por ter gostado dessa história "FORA DO COMUM". hahaha...

    ResponderExcluir
  21. Amanda, sua história é linda, eu não passei e não passo nem metade e to aqui no sofrimento, na agonia, queria eu ser tão lutadora, tão corajosa, conseguir superar tudo assim...sim, apesar de ruim tiramos boas lições e viva, você conseguiu superar algo ruim, que poderia acabar em algo pior mas com sua coragem terminou tudo bem, muito bem alias né...esses pãos de mel, ai como eu queria, quem sabe quando for viajar né eheheee
    Bjs e parabéns pela sua vitória e coragem e obrigada por compartilhar essa história com a gente.

    ResponderExcluir
  22. Ish, Fernanda!!!
    Por enquanto, não tem jeito...Mas que bom que gostou do visual do pão de mel.
    Mas assim que estiver por aqui, vem experimentá-lo ao vivo e à cores. (rs)

    ResponderExcluir
  23. Olá Marcelo! Pois é, a vida sempre continua e afirmo de boca cheia que vale muito a pena viver. Ainda mais quando 'vemos' que nesse mundo existem pessoas boas... Abração*

    ResponderExcluir
  24. Oi...
    Nossa, Floripa é bem 'longinho' para achar os pães de mel FORA DO COMUM...
    Vem pra cá... Minas é bão dimais, sô!!!! (rs) Obrigada pelo comentário, querida!!!

    ResponderExcluir
  25. Oi Maine.
    É uma pena mesmo não morar por aqui. Mas acredito que oportunidades não vão faltar para provar o pão de mel FORA DO COMUM.
    Sobre o blog da Zilah, ele é mesmo muito bom. E está ficando melhor a cada dia.
    Eu mesma não consigo passar mais de 2 dias sem 'mexer' nele. E a Loja Virtual então? Amooooo...

    ResponderExcluir
  26. Olá Betty.
    Realmente, só há notícias negativas por aí. A maioria só nos faz pensar em coisas ruins, que nos trazem medo e nos deixam tristes.
    Que bom que gostou do post porque também gostei do seu comentário.
    E é justamente por saber que existem pessoas boas assim no mundo como você que me dá vontade de viver (apesar do mundo tão frio em que vivemos).
    Obrigada!!!

    ResponderExcluir
  27. É isso mesmo, Juliana!!! Só o fato de ter compartilhado essa história aqui, já me sinto mais leve Muito bom saber que não estou sozinha 'nessa' e tem muita gente à minha volta me mandando energias positivas. Exemplo disso é a Zilah em minha vida!!! Obrigada pelo comentário. Bjs*

    ResponderExcluir
  28. Custei a entender uma coisa muito importante e que acho que faltava em mim: fé!!! Isso não tem nada a ver com religião mas sim com o fato de acreditar que tudo vai dar certo apesar das 'mazelas' do mundo. Acreditar que tudo vai melhorar, confiar na vida, dar um voto de confiança pra ela... A verdade é que não controlamos nada, só mesmo, em partes, nossos pensamentos. Seja você mesma, faça o que te deixa feliz, acredita na força da vida e siga em frente. Depois disso tudo mudou e como você mesma disse, deu tudo muito bem! Desse mesmo jeito vai dar tudo certinho na sua vida também... Eu quem devo agradecer por poder compartilhar essa história aqui no blog. Isso tirou uma 'amarra' de mim, me sinto mais leve... Obrigada*

    ResponderExcluir
  29. Olá... Muito obrigada pelo comentário.
    É bom demais saber que gostou.
    Um grande beijo e abraço para você também!!!

    ResponderExcluir
  30. Oi Milena.
    Ah,.. Por enquanto não tem jeito pra mandar FORA DO COMUM para o Rio.
    Mas quem sabe surge um jeitinho? (rs) Ué, tudo é possível nesse mundo, não é mesmo?
    Bjs*

    ResponderExcluir
  31. Obrigada, Re!!! Espero que essa história tenha te ajudado de alguma forma, pois, apenas o fato de compartilhá-la e publicá-la já me ajudou demais!!! Bjs*

    ResponderExcluir
  32. <3 Thank you, Bebel!!! <3 Tudo de bom aí, garota...

    ResponderExcluir
  33. Obrigada!!! Realmente, 'amor' foi a palavra que não me faltou momento nenhum.

    ResponderExcluir
  34. Hahaha...e foi isso também que aconteceu comigo ao reler o post publicado, muitas lágrimas mas dessa vez felizes, emocionadas e gratas... Tudo passou e agora é 'bola pra frente'!!!

    ResponderExcluir
  35. Obrigada, Lucia!!! Agora vem provar do pão de mel da FORA DO COMUM também. Garanto que não vai se arrepender...
    Bjs*

    ResponderExcluir
  36. Amanda estive no incio desse ano em MG, ameeeiiiiii...fomos a Inhotim e BH, fiquei encantada


    bjsss

    ResponderExcluir
  37. Uma historia veramente linda ,isso serve para a gente acordar para vida que hoje estamos aki amanha nao ,e perdemos tanto tempo com coisas desnecessarias

    ResponderExcluir
  38. Massa demais Amanda, Parabéns …. depois quero experimentar essa especiaria. Sucesso para vc vi isso acontecer de longe, fiquei emocionado com sua força de vontade exemplo de vida! Parabéns pelo Blog Zilah ta massa demais!

    ResponderExcluir
  39. Prece da Serenidade:
    "Concedei-nos Senhor a serenidade necessária para aceitar as coisas que eu não posso modificar. Coragem para mudar aquelas que posso e sabedoria para distinguir uma das outras."
    Amanda foi, é e sempre será um espírito de luz! O espírito é perfeito! Não é um corpo que tem um espírito e sim um espírito que tem um corpo. Quando minha mãezinha ficou no estado vegetativo, sem andar, se mexer, falar, comer... dependendo de outros para mantê-la oxigenada, nutrida e higienizada... eu tinha uma certeza: seu espírito estava ali! Saudável!!! E mesmo com a morte de seu corpo físico, eu mantenho essa mesma certeza: ela continua presente. É uma doce presença! Em meus sonhos, transita livremente por jardins, conversa, saboreia a melhor comida e sorri. A força espiritual é uma das qualidades que aprendemos a desenvolver diante dos obstáculos e impasses que a vida nos apresenta. Parabéns Amanda pela coragem e pelo exemplo de superação! Deus a abençoe! Abraço carinhoso.

    ResponderExcluir
  40. Amo sua família de paixão e a admiro pela força , garra e superação q vc tem, vc é um presente Divino para sua família e todos os q te conhecem , parabens pela vitória diaria! Michelle

    ResponderExcluir
  41. Que linda história, Amanda!!! Já sabia de tudo que aconteceu, mas quando fui lendo, me emocionei. Estou arrepiada!! quanto aos pães de mel, já encomendei para as minhas professoras, na Páscoa. Parabéns, Amanda!!! Vencedora!! Beijos

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...