Carregando um mundo de fofurices pra você <3 ...

sexta-feira, 20 de setembro de 2013

Amizades (que começaram) virtuais

Vez ou outra me pego por aqui falando, refletindo e filosofando (tipo num butiquim) sobre coisas da vida. Coisas da minha vida, mas que poderiam muito bem ser da vida de qualquer outra pessoa. E aí me empolgo para contar história, agradecer e tentar ver as coisas pelo lado bom, pois esse é sempre o melhor lado da vida. Pessimismo e martirização não são para mim.


Essa semana, ao receber uma caixinha pelos Correios (uma caixa que mais parecia o Papai Noel fora de época), comecei a pensar mais uma vez sobre amizades virtuais, ou mesmo as amizades que começam no mundo virtual. E digo amizades não por causa da troca de mimos, mas sim por causa da troca afetiva. 

Aí começo a me lembrar como eu era e sempre fui meio bicho do mato para fazer novas amizades, até mesmo virtuais. Na época em que todo mundo conhecia 837 pessoas por mês através do ICQ, Msn e tal, conheci pouquíssimas pessoas e me contentei com isso, afinal, algumas experiências foram, diríamos assim... frustrantes. E com 17, 18 anos, a cabeça era outra e as "amizades" eram quase que todas voltadas para os namoricos. Ai, que fase!

Passado isso, usava a internet para interagir com as pessoas que eu já conhecia, enquanto minha irmã mais nova fazia mais 562 amizades por semana com gente de todo tipo, do Brasil inteiro. Sempre achei essas histórias complicadas e ficava morrendo de medo de ela encontrar com um maníaco por aí, mas hoje quando vejo o resultado dessas amizades que ela fez, fico tranquila e até acho que me serviu um pouco como exemplo. Hoje tem amiga que ela conheceu graças à internet e aos interesses em comum (leia-se: McFly) que já faz parte da família, tipo irmã adotada mesmo (oi, Milla!)?

Coisas que dão vontade de guardar num potinho. Ou numa caneca cogumelo mesmo <3
Na verdade, acho que ela teve foi muita sorte, porque gente louca também é o que não falta na internet. Então, é sempre bom ter cuidado. Não vão sair por aí dando endereço, telefone e todos os detalhes da sua vida para qualquer um. Aos adolescentes que colocam telefone nos perfis da internet para serem adicionados no Whatsapp, fica a dica para que fiquem bem atentos. Isso pode complicar a vida de muita gente. Bom, chega do papo de tia, vamos ao que interessa.

Quando tudo começou a mudar


Foi entrando de cabeça nesse mundo virtual depois de conhecer o Tiago, que é um nerd assumido, que comecei a cada vez mais conhecer blogs legais e pessoas legais, principalmente depois que inventei essa história de Dona das Coisinhas.

Quando a gente começa a escrever e  a mostrar as coisas que gosta, as chances de encontrar pessoas parecidas aumentam muito. E isso foi excelente para mim, pois sempre me senti uma pessoa meio aleatória nessa vida e inclusive sofri discriminações (exagero detected) por parte dos colegas de faculdade que adoravam me chamar de autista. Ok, sempre levei isso na brincadeira e até encaro isso como um elogio, sabe? Pois são poucas as pessoas que têm a capacidade de criar um mundo paralelo só delas. Mas esse mundo que muitas vezes julgava ser só meu, através da internet descobri que é também o mundo de muitas outras pessoas e que ele guarda muito mais surpresas do que eu poderia imaginar.

Lolinha e seu novo amigo (sem nome)
Uma mania de blogueiro (apesar de eu ainda resistir a ser chamada assim, prefiro ser Zizi das Coisinhas) é sempre falar que uma das melhores coisas de ter um blog é conhecer gente legal. Já tá até virando clichê e eu mesma já falei isso vááárias vezes, mas com certeza é algo que eu não vou cansar de repetir. Esse mundo da internet abre muitas portas quando a gente sabe aproveitar bem cada oportunidade, cada palavra trocada com uma pessoa legal. Acabamos por conhecer gente que sequer saberíamos que existia não fosse a danada da internet, a mesma que muitos dizem sugar nossas vidas pra dentro de uma telinha.

Internet não suga minha vida, apesar do fato de eu passar muito do meu tempo na frente do computador e querendo ou não, acabar por colocar muita coisa minha - digo sentimentos, sonhos, apostas - pra dentro da telinha: invisto meu tempo, meu carinho, minhas ideias, minha mão de obra. Mas o bom mesmo é que isso sai dessa telinha multiplicado por cada um que se identifica com o que vê e reproduz em casa, no trabalho, na vida.

Sem contar aqueles que acabam multiplicando isso em nossas próprias vidas e trazem pra gente tanta alegria e inspiração.

Ou seja, a internet mudou minha vida e para melhor, pelo simples fato de juntar tanta gente legal do mundo inteiro em um lugar só e nos fazer acreditar que é possível unir forças para dar ainda mais sentido às coisas que amamos fazer.

Esse post é uma homenagem às minhas amigas, carinhosamente chamadas de Lolinhas: Tânia, Emika e Lola. Obrigada pelo carinho, respeito e reciprocidade, mesmo que de longe, mas sempre por perto. Por vezes mais perto do que quem está aqui do lado.

Explosão de amor e fofura
Essa foi a caixinha que recebi das minhas amigas Lolinhas e imaginem o estado de euforia em pleno horário de almoço? Faltou até fome.

Na minha humilde opinião, presentes são apenas coisinhas que escolhemos para demonstrar através de objetos nosso amor, respeito, empatia e admiração, ainda mais quando é uma amizade à distância. E quanto mais simples o presente, mais ele se parece com o amor. Meio sem querer, a gente vai carregando os objetos (e os nossos blogs também) dessa função de representar algo para nós mesmos ou para alguém, colocando neles sentimentos e histórias pra contar.

P.s.: Hoje tem tem novidade na ...com Lola! 

15 comentários:

  1. <3 <3 <3 Vou aproveitar o post lindo da Zizi e também agradecer os mimos das Lolinhas! Amei!

    ResponderExcluir
  2. Menina, que texto perfeito! Acho que não tem uma frase com a qual eu não me identifique ... infelizmente nossos pais (os meus, principalmente) não entendem o quanto a internet pode ser um ótimo meio de interação pra pessoas introvertidas, assim como eu e meu irmão.

    Parabéns pelos mimos e pelas amizades verdadeiras =]


    asmelhoresamigasdanoiva.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Eu também tenho amizades que começaram virtuais, sobretudo com fãs da Malu Mader (é uma loooonga história) e com a Vivi, do Decorviva. E são fantásticas! Com algumas dessas pessoas vivi momentos incríveis, que dinheiro nenhum paga....viva a internet! Foi ela quem me proporcionou esses momentos que se transformaram em doces lembranças que me arrancam sorrisos. =)

    ResponderExcluir
  4. parabéns pelos mimos, e pelas amizades!!!
    a internet está mudando minha vida também!
    bjjjjsss

    ResponderExcluir
  5. Que presente, mais mimosa,Zilá! ...com Lola e é amor. Junto com a Dona das Coisinhas então...

    ResponderExcluir
  6. Quanta fofura... adoro a Lola!!! Bjinhos

    ResponderExcluir
  7. um dia a gente vai falar da nossa amizade assim :) começou virtual e terminou real :)

    ResponderExcluir
  8. Com certeza, Sharon ♥
    (comentário mega atrasado, porém respondido)

    ResponderExcluir
  9. Acho que é por isso que nos identificamos tanto: Muito amor ♥

    ResponderExcluir
  10. Obrigada, Ana! Eu entendo essa preocupação dos pais, têm toda razão. Mas conhecendo bem e tomando todos os cuidados necessários, não vejo problemas ;)

    ResponderExcluir
  11. Curiosa com essa história, Ju!


    A internet mudo minha vida para melhor, posso dizer isso hoje com toda certeza :)

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...